segunda-feira, janeiro 23, 2012

Um diário, uma escopeta e muita vontade de viver - Resenha de Shotgun Diaries



Então pessoal, atrasou mas chegou, o meu amigo o @cesar_jcr comprou o Shotgun Diaries da Editora Redbox. Pedi para ele fazer uma resenha para o blog.



O  @cesar_jcr é um grande fã dos games da franquia Resident Evil, principalmente da trilogia do PSOne. Sempre achei que, por conhecer bem essa série de games e ter assistido bem mais filmes de zumbis do que eu, ele seria mais indicado para rolar aventuras deste tipo. Vejamos o que ele achou da versão nacional deste rpg (já falei da versão gringa aqui). 


Shotgun Diaries - Um Jogo de Interpretação de Sobrevivência Zumbi


O RPG ou Role Playing Game é um jogo de estratégia e imaginação, onde os jogadores interpretam personagens em diferentes mundos, superando desafios e vivendo aventuras pautadas em um Sistema, que nada mais é que um conjunto de regras específicas que guiará os participantes no jogo. Em cada sistema há uma série de atributos que são pertinentes aos personagens, ou seja, suas características, que estão listadas e ordenadas em uma ficha. Dentro de todo sistema há uma hierarquia, o mestre narra a aventura e guia os personagens dentro dela expondo-os aos desafios, controlando os inimigos, etc. Já os jogadores participam apenas controlando seus personagens.

O primeiro RPG surgiu em 1974 com Dungeous&Dragons, e a partir daí, com a evolução tecnológica só tem crescido e surgido novos ramos da mesma árvore. The Shotgun Diaries é um desses ramos, porém com especificidades que o tornam um sistema ímpar em matéria de diversão. O sistema criado por John Wick o foco não está nos combates e em suas regras complexas e demoradas, mas na interpretação e como cada um sairá dos problemas apresentados, não há pontos de vida, testes de resistências ou rolagens de iniciativas, aqui tudo é controlado pelo Relógio Zumbi que comanda o tempo de modo a criar um frenesi, impossibilitando a previsão do que acontecerá na próxima rolagem de dados. A agilidade do sistema é tamanha que se um personagem morre, em poucos minutos é possível se fazer um novo sem perder o time
do jogo.


Um ponto fantástico a se considerar é a desconstrução hierárquica dos sistemas atuais, onde apenas o mestre dita o que acontece. Em Shotgun Diaries ao obter um sucesso na rolagem de dados, o jogador assume o papel de “mestre” e passa a narrar à história de acordo com as suas idéias, onde a imaginação é o limite e enquanto houver dados no estoque você tem tudo que precisa para sobreviver. Assim a narrativa ganha um novo fôlego e passa a ser contada por todos os jogadores da mesa, que deixam de ser meros espectadores e ganham o status decisivo para a partida.




A versão brasileira produzida pela Redbox Editora, apesar dos problemas com a gráfica e os correios para a entrega – o que é compreensível, pois sou designer gráfico e sei como são essas coisas – traz um material gráfico digno de grandes nomes do RPG. A versão luxo, da qual possuo, vem com uma lata grafada com o logotipo do sistema, uma cinta bem elaborada fosco laminada que sugere o luxo a qual foi proposto. Conta também com card’s ilustrados de todo o material necessário: personagens, ferramentas, armas, relógio zumbi, refúgio, além dos temíveis dado de medo que possuem uma face esquelética representando. O manual de regras simula um diário, com uma fonte manuscrita e um texto em primeira pessoa, simulando um sobrevivente escrevendo sobre suas experiências. Papel manchado com sangue, marcas de amasso,   compõem o material. Mas o que mais me chamou atenção de tudo isso foi um disco que traz um série de sons para compor o ambiente, dando um clímax a mais na sessão.

Card Armas de Fogo
Cards de Personagens juntos
Dados de Medo!
Parabenizo a todos da Redbox Editora por tornar algo que já era divertido em uma experiência estética prazerosa e completa. Apesar desse sistema não precisar de tais aparatos, seus idealizadores conseguiram criar uma necessidade e agregar muito mais valor ao sistema com um material de primeira qualidade e muito bom gosto. Bem, agora vou matar uns zumbis! 

Shotgun Diaries Versão Luxo




4 comentários:

* Andhora Silveira * disse...

Muito bom! A lata está linda e aposto como valeu a espera, né Júlio? :D

Muito boa sua iniciativa, Moisés :)

Agora, vamos jogar!!!

Mr. Pop disse...

Muito Obrigado pela resenha Bob!

Ficamos felizes em saber que conseguimos alcançar as expectativas dos nossos clientes. Isso sim faz tudo valer a pena!

Ah valeu mesmo! :-)

Abraços

Bob Mota disse...

Andhora, muito obrigado pelo seu comentário. Obrigado pelo elogio e também que acho que Júlio não está arrependido de ter esperado por esse rpg.

E Mr. Pop, cara muito bom ter você comentando aqui. Obrigado mesmo pela presença. Agradeça ao meu amigo Júlio, a resenha é dele. E realmente o produto ficou acima das expectativas! Eu gostei demais do que fizeram, vocês expandiram e melhoraram o que já era bom. Vocês tiveram uma iniciativa excelente! Parabéns! Vocês merecem!

Daniel disse...

Opa, bom ver que o pessoal tá gostando! Esse sangue aí da textura é um pouquinho nosso =D

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...