quarta-feira, junho 06, 2012

Young Justice, o que era bom ficou melhor!



Young Justice, um dos tesouros da televisão atual. Penso que a única animação tão bom quanto, talvez melhor, seja A Lenda de Korra, mas isso não vem ao caso agora. O que vamos falar hoje é como algo que já era bom, ficou muito melhor! 

 
A primeira temporada já foi incrível, os episódios finais foram os melhores e eu pensava que seria difícil de superar. Me enganei, essa temporada supera fácil a anterior. Por causa de vários fatores. Dentre eles, podemos citar:


A quantidade de personagens cativantes é maior

Wonder Girl, Batgitl, Lagoon Boy, Besouro Azul, Mutano, etc, são algums dos novos personagens que compõe essa equipe e você fica em dúvida de quem é o mais legal! 

A Batgirl consegue juntar o carisma próprio ao estilo Batman de ser. A Wonder Girl é muito divertida. Lagoon Boy é esquisito mas muito legal. O Besouro Azul mostra muito potencial. E o Mutano como sempre conquista fãs. E isso comentando de maneira bem rasa! 

Cativante!

Cada um dos personagens tem uma personalidade bem definida, mas que não impede que comentam algums deslizes! Desde a primeira temporada, víamos a Miss Marte como uma personagem prestativa, legal, fiel, que preza pela Justiça, mas mesmo assim foi capaz de esconder sua real identidade de toda sua turma. Na segunda temporada vemos que ela assumiu um modus operandi mais cruel e frio, talvez seja relacionado aos cinco anos entre as temporadas. Não estranhamos isso por essa mudança ser mostrada de maneira gradual, mesmo com isso ela continua cativante! 

Missa Marte lobotizando aliens!


Novos status quo dos personagens

Os produtores foram espertos em fazer com que acontecimentos da temporada anterior, bem como os que ainda não conhecemos que fazem parte dos 5 anos entre as temporadas, refletissem nos personagens nessa nova etapa da série. 

Arsenal, antigo Arqueiro Vermelho ou Ricardito, deixou a equipe após descobrir que era um clone. Isso também refletiu no seu modo de agir, passou a roubar e não treinar como antes, como se tivesse entrado num estado auto-destrutivo. Kid Flash não aguentou a pressão de ser um super-herói e deixou para sempre essa vida, decidiu se dedicar aos estudos. Artemis também e hoje vive com o seu namorado Wally West. 

O Roy Harper original!

Arsenal fora de forma!
E isso é só o começo! Tanta coisa aconteceu entre essas temporadas, muita coisa mudou, mas foi de maneira coerente e sutil. O mais interessante é que até agora eles estão conseguindo manter esses novos status sem que a série perca com isso. Como a saída do Wally, por exemplo. 


Vilões mais organizados

Desde a primeira temporada vemos que a capacidade de organização dos vilões é igual ou superior a dos heróis. O grupo Luz, causou um grande evento no final da temporada anterior que mostrou ser arquitetado desde o início da mesma! 

Algums dos integrantes d'A Luz

Na segunda temporada a capacidade de organização dos vilões é maior, além do recrutamento de novos integrantes para substituir os que foram neutralizados anteriormente. Além dos recursos serem bem maiores,  pois eles possuem conexões extraterrestres bem interessantes! 

Nessa temporada parece que tanto a Liga da Justiça quanto a Young Justice estão servindo como cobaias para seus testes, envolvendo novas tecnologias para dominação global. O que vemos também é que apesar de algumas alianças terem sido ineficientes contra os heróis, elas não foram desfeitas. O Coringa, Lex Luthor e tantos outros, ainda fazem parte da Luz. Seguindo a mesma lógica de um grupo de heróis que apesar das derrotas e falhas permanece unido tentando se superar!


Conclusão

Essa temporada está bem melhor que a primeira, e esses são só algums motivos que justificam essa afirmação. Outra coisa que eu sempre quis ver nos quadrinhos que só encontrei nessa série foi o legado sendo passado adiante. O Asa Noturna e o novo Robin da Young Justice, são um bom exemplo disso. O Robin da temporada anterior cresceu, virou o Asa Noturna, faz parte da Liga da Justiça, é tutor da sua antiga equipe, e o novo Robin é o Tim Drake. Outra coisa que achei muito legal foi a utilização do vilão Black Manta, do Aquaman. Sempre achei este vilão idiota mas aqui ele é muito legal! 

Asa Noturna, a.k.a. Dick Grayson
O novo Robin da equipe

São muitos detalhes que tornam essa série incrível e uma postagem não é o suficiente para comentar tudo. Não conhecia a equipe responsável por ela, mas ganharam meu respeito e admiração. A série continua incrível, muito melhor que a Liga da Justiça ou a Sem Limites! Parabéns! E quem ainda não conhece, está perdendo!

2 comentários:

Marcus Barbosa disse...

Pra ser sincero, não ia muito com a cara do Robin... Não me parecia o Dick, lembrava bem mais o Tim Drake. Agora, realmente está muito melhor!
Falando nisso... E o Jason? Surgiu e morreu nesses 5 anos?

Anônimo disse...

pode ser o jason

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...