segunda-feira, novembro 14, 2011

Criando meu mundo de campanha - A Idéia Inicial



Creio que chega uma fase na vida de todo mestre/jogador de rpg em que ele sente a necessidade de criar seu próprio mundo de campanha. Não sei exatamente com quanto tempo de jogo essa necessidade se manifesta mas que todo mundo já passou por isso, já sim! 

Não sei se foi tardia mas em mim essa necessidade chegou agora. Estou com muita vontade de tentar criar um mundo de campanha novo e só meu. Mas não queria criar mais do mesmo, quero que seja algo realmente novo, pelo menos para mim.

Não sei dizer se o que eu quero criar já existe, e isso é um dos problemas que enfrento. É um costume que os acadêmicos da área de Ciência da Computação tem: Não reinventar a roda!
Durante toda minha graduação os professores sempre passaram esse mantra sagrado para mim: Antes de começar a criar uma aplicação nova, verifique se isso já existe. Se existir utilize-a, não perca tempo criando novamente algo que já existe.

Esse mantra é totalmente válido num mundo em que a criação de uma aplicação ou de um sistema inteiro é um processo caro e bastante complexo. No entanto, não é porque criar um mundo de campanha seja algo grátis, que eu vou parar e criar um. Penso que se já existe um cenário nos moldes que eu quero é mais fácil e rápido utilizá-lo na minha mesa de jogo e modificar algumas partes dele que não estejam de acordo com o que imaginei.

Mas se o que eu quero não existir, o que é pouco provável, aí sim terei que arregaçar as mangas e começar a criar o meu mundo de campanha. Mas como começar?


Aula de processo Criativo com J.M. Trevisan e João Paulo Francisconi

Para quem não conhece, J.M. Trevisan é um dos autores do cenário de Tormenta e o João Paulo Francisconi é um dos autores do Bestiário de Arton Volume 1 (resenha aqui). Um dos projetos atuais deles são, respectivamente, o mangá Ledd e um cenário de rpg baseado na renascença para Tormenta RPG.

E quem acompanha o twitter deles sabe que estão sempre postando o que eles estão acompanhando e onde estão buscando inspiração para seus projetos. Por exemplo, o Trevisan vez ou outra posta uma imagem de algum livro sobre criação de quadrinhos e atualmente está acompanhando bastante títulos de mangá. E o Francisconi criou um blog para postar as fontes de sua pesquisa para criar o seu cenário de campanha, ele posta constantemente resenha de filmes, livros e etc, relacionados a renascença.

E pelo rumo que o projeto do Trevisan, Ledd, tomou e a qualidade que tem. E o rumo que o projeto do Francisconi está tomando, vejo que buscar por referências antes de fazer qualquer coisa é o melhor caminho.

Um produto de grande qualidade!


Meu projeto é menos audacioso, pretendo apenas criar um mundo que gere horas de diversão para minha(s) mesa(s) de jogo, mas isso não significa que eu vá fazer qualquer coisa ou apenas juntar um monte de troço que eu gosto e ver no que dá. Não penso em fazer isso, pelo menos agora. Eu quero criar algo bem amarrado, com conteúdo e que seja diferente de tudo que eu já joguei, portanto antes de qualquer coisa, seguindo o exemplo do Trevisan e do Francisconi, irei fazer uma pesquisa e buscar referências para o meu projeto, inclusive assumindo a possibilidade daquilo que eu quero existir. Pretendo documentar tudo por aqui e se quiserem dar idéias fiquem a vontade.


Mas como vai ser o seu mundo de campanha?

Sempre tive a curiosidade de saber como seria o futuro de um mundo de fantasia clássica (medieval). Mas não como já vi em algumas mesas, um mundo fantástico escondido do mundo humano, eu fico imaginando um mundo que tenha "evoluído" ou se desenvolvido a partir de um mundo de fantasia clássica qualquer. Esse "futuro" poderia ser tanto os dias atuais (em que eu e você vivemos), quanto um futuro até mesmo da nossa época (como Blade Runner). 
Como seria o nosso mundo com Anões, Elfos, Halflings, Goblins, Dragões, Magos, Necromantes, Lich, Vampiros, etc.?  Como seria uma sociedade moderna com toda essa variedade de raças? Será que teríamos veículos movidos a combustíveis fósseis? Aviões? Como seriam os governos? A magia como estaria?

Todas essas questões para mim não são fáceis de responder. Principalmente se você levar esse conceito para um futuro mais distante ainda, imagine o nosso planeta no ano de 5000 D.C. e popule ele com todas as raças fantásticas que você conhece, assuma que estão aqui desde sempre e tente responder todas essas questões sob esse contexto novo. É algo trabalhoso.

Estou em dúvida entre esses dois períodos, o atual e um futuro distante. Qual seria o mais interessante? Qual seria o mais fácil e rápido?


Referências Iniciais

Fiz uma pesquisa rápida pela grande rede de computadores e juntei algumas referências para o meu cenário. Não fiz só uma pesquisa no mundo do rpg, mas tentei encontrar livros, games e quadrinhos relacionados. Essa pesquisa foi feita no final de semana e em algumas horas, portanto não é nada completo nem definitivo, é algo totalmente inicial, a medida que eu dedicar mais tempo à isso terei resultados mais consistentes e mais títulos para analisar. Vamos à lista:

Títulos de RPG
Shadowrun 4th Edition
DragonMech
Cyberpunk 2020
GURPS Biotech
GURPS Cyberpunk

Games

Persona 3 e 4.
Final Fantasy VI, VII, VIII, X, XII e XIII

Livros
Neuromancer
Count Zero
Mona Lisa Overdrive
Deuses Americanos 
Filhos de Anansi 

Perceba que os cenários de rpg que escolhi estudar são todos em cenários de um futuro distante mas servirão em alguns aspectos para desenvolver um cenário no período em que vivemos e serão essenciais caso eu decida desenvolver algo futurístico. Não achei nenhum no período atual do jeito que eu queria.
Os games Persona 3 e 4 são essenciais para desenvolver um mundo baseado na atualidade apesar de não ser exatamente aquilo eu busco. Já os games da série Final Fantasy dão uma bela inspiração para desenvolver ambientação com elementos futuristas e de fantasia. 
Os livros Neuromancer, Count Zero, Mona Lisa Overdrive, são totalmente cyberpunk mas irão com certeza render um bom material tanto para uma ambientação mais atual quanto uma mais futurista. Já os livros Deuses Americanos e Filhos de Anansi irão me dar perspectivas para trabalhar as religiões e os deuses na sociedade moderna e talvez futurista.


Concluindo

Por enquanto é só, essas são minhas principais inspirações, espero encontrar mais material para construir esse, talvez, novo mundo. Espero fazer um bom trabalho e que seja divertido para vocês acompanharem, podem dar sugestões de materiais relacionados. Gostaram da idéia? O que sugerem?


3 comentários:

Daniel disse...

Salve, Moisa! Esse mantra acadêmico é bem a cara do que eu fiz com Tormenta: peguei o cenário que atendia ao que eu procurava e mudei o que queria!

Sobre a sua ideia de mundo, existe algo nessa linha. Procura por um RPG chamado Amethyst. Na verdade ele é sobre a fantasia invadindo o mundo contemporâneo, mas pode dar boas referências. O D20 Modern tem um suplemento que também explora essa onda de fantasia moderna.

No mais é isso aí! Eu, assim que tiver tempo, vou cuidar do meu!

Bob Mota disse...

Opa! Obrigado pela dica, aliás fui atrás do que você recomendou e tive uma porção de idéias novas. O Amethyst é bem interessante.
Essa semana também vi um chamado Quantum RPG, que mistura tecnologia com um mundo fantástico "medieval".
Quanto ao D20 Modern, não sabia que tinha um suplemento só para isso, vou procurar.
Por enquanto estou querendo uma ambientação, as regras não sei se vou usar TRPG ou outra coisa.

E não esqueça de falar no seu blog sobre os reinos artonianos de sua autoria.

Unknown disse...

obrigado pelo post, eu também quero criar um mundo um tanto diferente, mas sempre me vem a dúvida, sobre qual época situá-lo, se no passado ou no futuro, no momento estou só lendo mais sobre criar mundos e enriquecendo minhas idéias, obrigado :)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...