quarta-feira, outubro 26, 2011

A polêmica adaptação de Akira para o cinema e porque não deve ser assim


Essa semana a "adaptação" de Akira foi autorizada pela Warner e provavelmente esta entrará para a lista de filmes que não verei. A não ser em condições extremas, nas quais eu realmente não tenha escolha. Como se eu fosse colocado sob o tratamento repressor de violência do filme Laranja Mecânica.

Você pode pensar que todos os que são contra essa "adaptação" estão exagerando e que no final das contas assistirão o filme. Ou que a "adaptação" será boa e que não há motivo para reclamação.

Então eu digo o seguinte: Você está enganado! Com toda certeza do mundo eu afirmo: Você está enganado!

Primeiro eu me recuso a chamar isso de "adaptação", X-Men - First Class é uma adaptação. Iron Man 1 e 2 são adaptações. Batman Begins e Batman - Dark Knight são adaptações. O Poderoso Chefão 1, 2 e 3 são adaptações. Mas o que estão querendo fazer com Akira, não é uma adaptação é uma desconstrução da obra original. E construção de uma nova grande porcaria!
  
 Mas vamos por partes, o que é uma adaptação ruim? Qual a importância do Akira para o mundo dos quadrinhos? E porque estão todos tão chateados com isso?


O que é uma adaptação ruim?

Em primeiro lugar eu não sou burro para esperar que um filme baseado numa história em quadrinhos, livro, games ou qualquer outra coisa, seja 100% fiel ao original. Por quê?
Porque são mídias diferentes e por causa disso os elementos de uma mídia podem não funcionar na outra. E provavelmente não vão.

Por exemplo, você está lendo o Senhor dos Anéis. A primeira parte do livro se dedica a mostrar a vida no Condado, quem é Frodo e seus amigos, o aniversário de Bilbo. Mostra o que Frodo fez durante todos os anos após a saída de Bilbo do condado. E isso rende uma boa quantidade de páginas. Quando transportaram essa parte da história para o filme, durou bem menos do que uns 20 minutos de filme!
Isso porque ninguém iria gostar de um filme que mostra 60 minutos com Frodo fazendo as mesmas coisas durante anos após o seu tio partir! Aliás, quem leu o livro sabe que o mesmo descreve quanto tempo se passou desde a saída de Bilbo do Condado, coisa que o filme não faz. Não faz porque não é necessário.

Um ótima adaptação

Sabendo disso eu não posso esperar que uma adaptação seja 100% fiel a obra original. Eu posso esperar que seja de fato algo bem adaptado. Que peguem a obra como base e coloquem na tela aquilo que é importante e ao mesmo tempo funcionará. Foi o que fizeram com o Senhor dos Anéis, uma bela montagem de passagens dos livros que são correlacionadas, possuem uma ordem, explicam o objetivo do mesmo e que funcionaram como filme! Simples assim. Os backgrounds dos personagens permaneceram, suas personalidades também, motivações e etc. Isso sim faz uma bela adaptação.

Um lixo como muitos!

Agora vamos à um exemplo de uma adaptação ruim. O Último Mestre do Ar, derivado do anime Avatar - A Lenda de Aang. Eles alteram as personalidades dos personagens sem necessidade. Katara, uma garota forte e esperta foi reduzida à uma garotinha tola que precisa da proteção de Aang. Soka, o irmão de Katara, que muitas vezes salva o pessoal mesmo sem ser um dobrador foi reduzido à um inútil! Os dobradores de terra, os caras que os dobradores do fogo não peitavam, foram reduzidos à uns imbecis que não sabiam que estão sempre em contato com o elemento que dobram!
Fora isso, escolhem atores para o papel principal que não são nada semelhantes aos da animação. Fazem uma montagem de cenas extremamente rápidas e pouco relacionadas. E por essas e outras essa adaptação é horrível.

Fora o Aang, quem mais parece?

Agora se você conhece a obra Akira compare com o roteiro prévio que liberaram na grande rede e me responda a seguinte pergunta: Esse roteiro possui os elementos que eu citei que compõe uma boa adaptação?


Qual a importância de Akira para o mundo dos quadrinhos?

Akira está para o mercado oriental dos quadrinhos como Watchmen está para o mercado ocidental.
Fazer esse tipo de "adaptação" é o mesmo que querer levar a história de Watchmen para o Japão e escalar só atores japoneses, alterando os eventos por equivalentes da história nipônica moderna e por aí vai. 

Duvido muito que os ocidentais ficariam calados caso fosse uma grande indústria do cinema japonês a detentora dos direitos de produção de um filme envolvendo Watchmen. Talvez fosse uma polêmica bem maior do que está acontecendo com Akira. 

Comparável a Akira.

Para quem não conhece a história, será indiferente. Serão como os espectadores de Priest que nunca ouviram falar do manhwa. Irão ver mais um filme de ação cheio de bullet-times, grandes explosões, tiros, perseguições e por aí vai. 

Akira é um marco na história dos mangás por muitos motivos. Entre eles eu posso citar que foi um dos primeiros, ou o primeiro, a mostrar que os animes não são desenhos animados apenas. Ou seja, que servem só para divertir, serem engraçadinhos, bonitinhos e etc. Akira foi uma desconstrução do gênero tal qual Watchmen foi para os seus congêneres.

Ele não só levou entretenimento mas levantou questões sobre a humanidade num futuro, talvez, próximo. Questões como o aumento da violência, contrabando de drogas, uso de humanos em experiências científicas sem um pingo de ética, cidades super-populadas, pobreza, etc. Tudo isso está presente na obra. E se forem analisar irão encontrar mais e mais aspectos que fazem de Akira algo diferenciado e único. E está longe de ser só mais um quadrinho de ficção científica.

Cidades imensas!

Violência!

Com todos esses aspectos contidos, não tinha como a obra impactar apenas o Japão. Akira ganhou o mundo e mostrou que o quadrinhos japonês tem muito mais do que personagens com olhos enormes, nomes diferenciados, coreografias e golpes poderosos e extravagantes.

Impacto!

Akira está relacionado com a própria história recente do Japão, e isso é bem evidente. Logo no início vemos uma grande nuvem proveniente de uma explosão nuclear! Alguém lembrou de Hiroshima e Nagasaki?


Pois bem, a sociedade conseguiu se reconstruir. Mas passando por momentos péssimos. Como a miséria, violência e etc. Isso em uma única obra de "ficção científica". Tirando toda a parte ficcional, temos uma representação da reconstrução da sociedade japonesa como um todo após o ataque as suas duas cidades durante a segunda guerra mundial. E por se passar no futuro, talvez indique que mesmo tendo passado tanto tempo o Japão ainda passe por problemas oriundos desses ataques.

Domu, a criança dos seus sonhos!

Será que algo assim não merece um tratamento melhor? Digno?


E porque estão todos tão chateados com isso?

Creio que após ter falado da obra respondendo a pergunta anterior, não seja necessário responder a esta. Pois Akira sendo uma obra com um contexto histórico/cultural tão forte, não merecia ser tratada apenas como uma obra de ficção científica!
Por ser baseada na história recente do Japão e mostrar para o mundo como foi dura sua reconstrução. Ela deveria ser contada por aqueles que viveram e ainda vivem esse momento, os japoneses. Ou você acha que por ter passado tanto tempo a história de Hiroshima e Nagasaki foi enterrada?

Fora que Akira também fala sobre perspectiva de futuro. Mostrando o que pode vir a se tornar a humanidade. Através dos dramas dos garotos. Do uso dos humanos em experiências inescrupulosas, inclusive crianças. O que será de nós se continuarmos andando no caminho atual?
   
Por isso os fãs estão tão chateados. Akira é uma obra única, um marco e não merece ser tratado dessa maneira. Estão transformando isso num filme de ação com atores de sucesso, para arrancar dinheiro dos nossos bolsos! E o autor só não se importa com isso porque o bolso dele vai estar bem mais gordo quando isso fora para as telonas. Talvez ele não tenha peito como o Alan Moore para rejeitar o lucro dos filmes baseados em suas obras, por não concordar que isso seja possível!


Concluindo

Se quiser conhecer Akira leia a obra em quadrinhos ou compre o dvd da excelente adaptação que fizeram para anime. Se esse filme não mudar, e passar a ter atores orientais e ser rodado no Japão em Neo Tokyo, não assista! Não vale a pena! Estragaram a obra e todo o seu contexto! Espero que o George Takei consiga barrar essa "adaptação" também!

4 comentários:

* Andhora Silveira * disse...

Amei seu post... Akira é realmente um ícone quando se trata de animações japonesas de ficção científica. Eu não sei se não irei assistir a adaptação, mas se eu assistir, estarei certa de que não gostarei muito...

Bob Mota disse...

Não tem nem como dar uma chance, acho que isso vai ser pior que a adaptação de Priest. Pelo menos o quadrinho coreano nem era tão conhecido.
Mas Akira é um ícone da história em quadrinhos mundial! E estupraram a obra! Acho que pensam que o filme não irá vender se não colocarem atores e atrizes que estão em alta. Infelizmente quem sai perdendo são os fãs. =/

Unknown disse...

Otimo post, nao acho que o filme vá fazer jus a Akira, mas tambem acredito que mesmo rodado nos Eua ele poderia ser bom.
No entanto, pela sinopse percebe-se que nao eh o caso...

Bob Mota disse...

Eu acho que pra ser realmente bom o filme teria que ser fiel! Se for rodado nos E.U.A. sempre (para quem conhece a obra) vai ficar aquela sensação de que poderia ser bem melhor!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...